Ao subscrever este formulário concordo com Termos de Utilização e eu li e concordo Termos e condições de Privacidade


    Marque Consulta

    Consulta de Acupuntura, Medicina Tradicional Chinesa, Fitoterapia e Emagrecimento

    Horário:
    De segunda a Sexta das 09h00 às 19h00

    Telefone já
    258828060

    Dr Domingos Silva
    965524915

    Envie  email:
    geral@domingossilva.com

    Dor no ombro?

    1 ano ago · · 0 comments

    Dor no ombro?

    O ombro, sendo uma articulação multiaxial, tem necessariamente de ser envolvido por um elevado conjunto de músculos e tendões que, só atuando em harmonia, nos permitem fazer todos os movimentos pretendidos. Seja por fenómenos de traumatismo ou degeneração por vezes inerente à idade, basta uma estrutura não cumprir as devidas funções para todo o ombro iniciar um conjunto de compensações e limitações provocadas pela dor.

    Tendinite, rutura muscular, bursite, luxação e reumatismo/artrose são as principais patologias que diariamente surgem em todas as nossas clínicas e que, felizmente, a medicina chinesa com forte combinação com tratamentos de acupuntura e com a administração de fitoterapia (medicina pelas plantas) consegue obter resultados bastantes satisfatórios, quer seja no aceleramento de recuperação de uma patologia traumática ou na diminuição de dor causada pelos processos degenerativos, bem como no abrandamento da sua evolução patológica.

    Embora a medicina chinesa seja uma ciência milenar, isto não significa que as globalidades dos conceitos sejam considerados como “estanques”. A tecnologia abraça a acupuntura, conseguindo, através da aplicação da técnica de electroacupuntura (estimulação elétrica de pontos específicos de acupuntura), resolver, com maior rapidez e eficácia, grande parte dos problemas de ombro.

    Independentemente da origem da dor no ombro, é importante estar atento às variações de temperatura, pois podem indicar fenómenos de inflamação ou, como na maior parte dos casos, de afeção reumática provocada por alterações de variação barométrica, tais como vento, frio e, sobretudo, humidade.

    É indispensável referir que a acupuntura e a eletroacupuntura são atos terapêuticos indolores, sendo também a fitoterapia de origem 100% natural e inócua de efeitos secundários.

    Hugo Canão

    Especialista em Acupuntura e Medicina Chinesa

    Fibromialgia

    1 ano ago · · 0 comments

    Fibromialgia

    Decidi, desta vez, escrever-vos sobre a fibromialgia, pois, para além do crescente número de pacientes que chegam até às nossas clínicas, penso que é uma patologia pouco compreendida pela nossa sociedade e com falta de soluções terapêuticas satisfatórias.

    fibromialgia foi reconhecida pela Organização Mundial de Saúde (OMS), porém desde há muito tempo que a medicina chinesa se dedicou ao estudo e aperfeiçoamento do tratamento.

    Esta patologia apresenta uma maior incidência sobre o sexo feminino (cerca de 90%) e, normalmente, manifesta-se a partir dos 20 anos de idade. Tal aconteceu com Leonor do Céu Cerqueira, 44 anos, residente em Arcos de Valdevez, uma das nossas pacientes que sofre com esta doença. Chegou até nós queixando-se de dor muscular e rigidez articular por todo o corpo, hipersensibilidade ao toque, irritabilidade, insónia, ansiedade, depressão, indisposição e perda de memória, entre outros sintomas que contribuem igualmente para uma diminuição drástica e incapacitante da qualidade de vida.

    Seguindo este caso clínico real, neste momento no sexto tratamento, as melhorias já se fizeram sentir. Leonor já não usa a mesma quantidade de medicação clínica, administrando-a só em extrema necessidade já consegue ter um sono mais tranquilo e pernoitar na cama, deixando para trás muitas noites no sofá, uma vez que, anteriormente, a posição de deitada era um verdadeiro tormento.

    Estamos mutuamente satisfeitos com os resultados obtidos até este momento e bastante optimistas com a continuidade do tratamento. Este desempenho só é passível de ser obtido pela forte conjugação da acupuntura e fitoterapia (terapia por plantas medicinais), ocupando esta última um papel importantíssimo na manutenção de propriedades terapêuticas de otimização de todos os constituintes musculoesqueléticos.

    fibromialgia é uma doença crónica e como tal não podemos encarar este tratamento como uma cura, mas, sim, como uma doença que, perante um tratamento adequado às necessidades do paciente, as manifestações sintomatológicas são bastante reduzidas ou inexistentes, traduzindo assim um aumento inquestionável da qualidade de vida.

    Aproveito também para agradecer o testemunho da nossa paciente Leonor Cerqueira, pois, tal como a mesma referiu durante os tratamentos, “existe muita gente a sofrer com a fibromialgia e que desconhece que a medicina chinesa pode ajudar sem qualquer tipo de contraindicações”.

    Não deixe de procurar uma solução natural para tratar da sua saúde. Esse é o nosso conselho e a recomendação da Organização Mundial da Saúde.

    Hugo Canão

    Especialista em Acupuntura e Medicina Chinesa

    WhatsApp chat