Ao subscrever este formulário concordo com Termos de Utilização e eu li e concordo Termos e condições de Privacidade


    Marque Consulta

    Consulta de Acupuntura, Medicina Tradicional Chinesa, Fitoterapia e Emagrecimento

    Horário:
    De segunda a Sexta das 09h00 às 19h00

    Telefone já
    258828060

    Dr Domingos Silva
    965524915

    Envie  email:
    geral@domingossilva.com

    1 ano ago · · 0 comments

    Não consigo parar de comer doces!

    Saímos de uma época muito recheada a nível alimentar nomeadamente de doces de todas as espécies e feitios. E, para quem já sente uma predisposição de adição para tudo que é doce, este é, sem dúvida, um momento que faz despoletar vícios diários no consumo deste elixir de prazer até que todas as ofertas de Natal se esgotem. Numa perspetiva de saúde alimentar, se a balança tende a contrariar com todas as promessas de “ano novo, vida nova”, e se esse é o seu drama, considere-se adito a doces.

    Como seres humanos que somos, toda a nossa vida é feita em busca de prazer, por normal opção não temos como escolha primária aquilo que nos prejudica diretamente. Porém, neste exemplo em concreto, a adição por tudo que é doce encaixa num fenómeno de autocompensação, seja ele no final do dia de trabalho, após a refeição, após o café, durante a visualização de uma novela ou filme, ou até mesmo como companhia em momentos de maior solidão.

    Todas as crónicas por nós escritas, sempre citaram casos clínicos, porém desta vez, a sua origem será diferente. Vou descrever um caso que visionei e que me sensibilizou. Durante uma ida quotidiana a uma grande superfície comercial, no parque de estacionamento enquanto depositava todas as compras, reparei que no carro ao lado estava uma senhora a devorar com grande impulsividade uma enorme quantidade de chocolate. Logo após depositar o respetivo carrinho de compras, a mesma, ainda continuava deliciosamente a comer doces, a um ritmo voraz, com total devoção a uma adição a tudo que seria doce.

    Este momento sensibilizou-me, pois este é claramente uma dependência extremamente forte que prejudica gravemente a saúde.

    Em contexto clínico, e em critérios de medicina chinesa, este comportamento alimentar revela uma severa desordem que vai interferir principalmente no equilíbrio energético do baço.

    Quando o baço está em desequilíbrio, podemos apresentar má digestão, dilatação abdominal, distúrbios no trânsito intestinal, e também se reflete a nível psicossomático, pois vai expor um perfil de ansiedade, ou por vezes já de instaurada depressão, pensamentos cíclicos ou excessividade emocional, tudo sintomas da desarmonia mental.

    Será agora fácil de entender, que a acupuntura é uma forte solução terapêutica, sem efeitos secundários e contraindicações, que pode auxiliar a combater este tipo de adição que por vezes vem acrescida a um considerável excesso de peso e, por ventura, às suas habituais consequências como cáries dentárias, doenças cardiovasculares, retenção de líquidos, impotência sexual, fadiga, pele e boca seca, diabetes, cancro…

    Opte por resolver a saúde neste novo ano, decida ser ajudado, seja saudável e evite problemas graves de saúde.

    Não é demais lembrar que a acupuntura é indolor, não tem contraindicações e só pode ser exclusivamente praticada por profissionais com cédula profissional emitida pela ACSS (Administração Central do Sistema de Saúde).

    Especialista em Medicina Chinesa

    Dr. Hugo Canão

    WhatsApp chat